16
Mai 11

Acordas

na madrugada

manajeira

mulher mãe

começa a bater nas portas

acordas mulheres também

espera-vos 

campo

seara

suor

tranformado em pão

saudades do companheiro

que levado para a prisão

pelo pide que te odeia

porque lhe disseste 

não

quando ele queria 

o teu corpo

três vezes disseste-lhe

não

ceifeira

rosto cansado

olhos pretos

solidão

voltaste

a dizer que não

à besta daquele 

pide

que te meteu na prisão

papoila linda ceifeira

morreste dizendo

Não

que bela a tua jornada

abraço-te companheira

obrigada camarada

 

(Ester Pita - Maio de 2011)

publicado por mitouverdade às 18:26

O "Mito ou Verdade" execedeu-se no que à inovação diz respeito e propôs à bloguer, Comunista (como faz questão que digamos) e poetisa Ester Pita  que realizasse um poema onde retratasse a condição de uma mulher (no caso, Alentejana) no periodo do Estado-Novo. 

 

 

 

publicado por mitouverdade às 18:12

Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


subscrever feeds
arquivos
Visitas
contador de visitas
sayaç
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO